Dicas de Estudo para Concursos Públicos

Para conquistar a vaga dos sonhos é preciso saber quais as dicas de estudo para concurso públicos, uma vez que é preciso atingir a nota de corte para ser classificado na lista de candidatos aprovados.

Você já realizou sua pesquisa no site de rateio de concursos e decidiu se inscrever? Saiba como se preparar para prova com um ótimo plano de estudos, aqui neste artigo.

Como estudar para concurso público

Primeiramente é preciso definir se você irá se inscrever em um curso grátis preparatório para concurso público, ou, se vai se basear apenas nos conteúdos disponíveis na internet, livros e apostilas, pois os mesmos são muito importantes no estudo. A seguir:

Crie uma rotina de estudo

Feito isso, é muito importante estabelecer uma rotina de estudo, de preferência diariamente. Cada um tem seu próprio biorritmo e, portanto, há pessoas que são mais produtivas pela manhã, enquanto outras são produtivas à tarde ou mesmo à noite.

Não importa quando você é mais produtivo, tente estudar todos os dias, na mesma hora ; É assim que o corpo se acostuma a começar a trabalhar todos os dias.

Como qualquer hábito, estudar é uma questão de realizá-lo até que seja automatizado. Uma vez feito quase instintivamente, não será tão pesado e desmotivador.

Priorize metas e evite multitarefa

Há tarefas que precisam ser realizadas antes de outras e, portanto, devem ter maior prioridade. Isso pode ocorrer porque a data de entrega ou exame está se aproximando.

Deve-se entender que, embora os seres humanos possam realizar mais de uma tarefa por vez, nos estudos isso não é recomendado.

Por exemplo, tentar estudar matemática e linguagem no mesmo dia por várias horas é muito complicado, uma vez que os dois assuntos exigem um alto grau de concentração e, se você se move constantemente de um para o outro, não poderá assimilar o plano de estudos.

Defina os dias da semana em que estudará cada matéria e por quanto tempo.

Estabeleça metas realistas de curto e longo prazo

Um objetivo principal precisa ser dividido para que possa ser cumprido. Uma boa maneira de conseguir isso é ter em mente quantos assuntos devem ser estudados e quantos são os que os constituem o conteúdo que cairá na prova. Tendo visto isso, metas mais realistas podem ser definidas, tanto a curto quanto a longo prazo.

Por exemplo, se você tiver três meses para estudar 40 tópicos, uma boa maneira de resolvê-los é se encarregar de aprender 4 a cada semana. Assim, a cada mês será possível ter cerca de um terço de toda a agenda, atingindo o objetivo final.

Planejar pausas e lazer

Estudar é bom, mas fazê-lo constantemente leva à exaustão inevitável. Todo mundo precisa descansar e desconectar das tarefas árduas em algum momento do dia.

Portanto, separe um momento do seu dia para fazer alguma atividade que lhe proporcione relaxamento e distraia a mente dos estudos. Mas, não se esqueça de que deve cumprir os horários.

Força de Vontade

A atitude com a qual você estuda é essencial para ter sucesso. Motivação no estudo e força de vontade são aspectos que influenciam nosso modo de aprender.

Se o estudo for visto como tedioso e chato, será sempre indesejável e o hábito de estudar adequadamente não será alcançado.

Ambiente adequado para estudo

O local em que você estuda pode ser uma fonte de concentração ou, por outro lado, um ambiente cheio de distrações.

Procure por um espaço em que não seja incomodado pela família ou amigos, o qual não possua muitas decorações, que seja silencioso e que provoque o mínimo de distrações possíveis.

Evite interrupções

Se você decidir estudar em casa, devemos tomar cuidado com as interrupções da família ou dos colegas de quarto, além de garantir que o celular esteja silencioso ou, melhor, desligado.

Além disso, no caso de estudar com um computador, evite redes sociais ou páginas que possam supor algum tipo de entretenimento.

Se você ouvir música, é melhor escolher o som ambiente, do tipo chuva de trovão ou música melódica, em vez de cantar.

Comece com os assuntos mais complexos

O cérebro, como os músculos, acaba fadigado após realizar uma atividade. É por isso que é melhor descer a ladeira, do mais exaustivo para o menos, já que ao contrário, há um risco maior de não conseguir chegar ao fim.

Se você é uma pessoa produtiva de manhã e à noite, a melhor coisa a fazer é deixar o difícil para o início do dia e o mais simples para antes de dormir.

Se esse não for o caso e você for mais produtivo em determinados horários do dia, é melhor começar com a agenda mais complicada para deixar a mais fácil para o final da sessão.

Revisão

E, é claro, o conselho final deste artigo é revisar repetidamente o que foi estudado.

A revisão não serve apenas para estabelecer o novo conhecimento, mas também para torná-lo mais ciente de seus detalhes e, se houver, detectar possíveis erros que foram cometidos ao preparar as anotações.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *