7 dicas básicas para fazer uma reforma em casa

Fazer uma reforma no lar é um plano de ação importante o suficiente para pensar antecipadamente sobre a melhor maneira de concretizar esse propósito com base nas características da própria casa. Estes são seis aspectos básicos que você deve considerar antes de realizar uma reforma.

1. Tempo

Uma reforma condiciona o estilo de vida da família. O período de férias pode ser especialmente propício para iniciar esse projeto no momento em que o proprietário tem mais tempo para monitorar o trabalho realizado pela empresa contratada.

2. Orçamento

O custo de uma reforma é um critério básico em relação à contabilidade familiar. Em torno desse orçamento, é conveniente escolher os materiais da reforma e priorizar os pontos aos quais você deseja dedicar um maior investimento. Ajuste o investimento às suas próprias possibilidades, sem se deixar condicionar pelo que observa nas casas de revistas.

3. Estilo

Qual é o novo estilo que você gostaria de dar à sua casa para que cada quarto mantenha sua própria essência, mas sempre em harmonia com o ambiente? Essa é uma das primeiras decisões que devem ser tomadas para definir questões de design de interiores a partir das principais características da tendência escolhida. Um dos estilos que define a tendência é o nórdico, porque a faixa de cores dominante nesse tipo de espaço reforça a luz natural da simplicidade.

4. Licença de trabalho

Esteja em conformidade com os regulamentos em vigor no local em que a reforma será realizada para iniciar o a reforma da casa, com todas as permissões necessárias. Eu tive um grande trabalho para conseguir todas as licenças para reformar as casas a venda em Cabo Frio no centro que comprei ano passado. Por se tratarem de casas antigas, a maioria não possuem toda a documentação exigida pela prefeitura.

Além disso, contrate uma equipe profissional para cuidar do projeto. Consulte as informações sobre essa empresa pela Internet e também as referências no ambiente mais próximo. Inicie este projeto assinando um contrato de construção indicando os pontos básicos do contrato.

Por exemplo, este documento pode regular dados referentes à data do trabalho ou às cláusulas inerentes à sua formalização. Se surgir alguma dúvida durante o processo de construção, essa fonte de consulta se torna a melhor ferramenta para resolver qualquer questão.

5. Objetivos

Um processo de reforma mostra a distância que separa o estado atual da casa de um novo estado desejado no qual a imagem atualizada oferece vantagens adicionais sobre a situação anterior. Se você planeja fazer uma reforma concreta, quais são suas motivações para realizar esse propósito? Esses objetivos ajudarão você a tomar as decisões corretas durante o processo de reforma.

6. Não sacrifique conforto pela estética

Durante o processo de decoração de uma casa, é comum consultar a inspiração nos catálogos de casas dos sonhos. No entanto, os móveis que você tanto gosta nessa casa podem não se encaixar na estética da sua casa. Nesse caso, por mais que você goste de uma opção, desista se essa estética afetar o conforto.

Por exemplo, cozinhas com uma ilha central fornecem uma estética visual muito moderna para cozinhas, no entanto, esse local central não é aplicável a todos os tipos de cozinhas. Portanto, por mais que você goste dessa ideia, é inviável se você não tiver o espaço prático para sua localização.

Reforce a beleza de sua casa, identificando quais pontos fortes você gostaria de destacar através da decoração.

7. Diferença entre um designer de interiores e um decorador

Se a reforma exigir mudanças que afetem a estrutura da propriedade, o designer de interiores terá poderes para tomar essas decisões. O decorador embeleza a sala a partir do estudo do espaço e da luz, mas não tem essa competência para fazer mudanças mais profundas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *